abr 09
5 pilares fundamentais para um e-commerce de sucesso

5 pilares fundamentais para um e-commerce de sucesso

Existem mil técnicas para se aplicar em uma loja virtual, tantas que o empresário se sente confuso e saturado, por isso, selecionamos os 5 pilares fundamentais para um E-commerce com dicas que se aplicadas da maneira correta podem e vão te ajudar a triunfar no comércio online.

Se para o cliente a ascensão do E-commerce foi uma revolução, para os varejistas tem sido uma espécie de pesadelo.

Diversos modelos de negócio estão readequando sua forma de atuar, enquanto diversas lojas físicas se esforçam ao máximo para fazer o consumidor sair de casa.

O que começou como uma opção para agregar aos negócios, começou a se tornar uma necessidade.

Grandes modelos de negócio começaram a fechar algumas unidades nos Estados Unidos, enquanto que pequenos empresários estão começando a aparecer com a ajuda de grandes MarketPlaces como a Amazon e o Alibaba.

Na Espanha, uma a cada cinco pequenas e médias empresas já possuem sua versão online, o que é pouco, pensando que o país ocupa o oitavo lugar dos países com presença online na união europeia.

A ausência de horário para abrir e fechar, redução de custos com aluguel do espaço físico e a possibilidade de atingir o mercado internacional tornaram-se a oportunidade de colocar os negócios em prática em um tempo mais curto.

Muitas empresas ainda não fizeram a migração por falta de conhecimento suficiente para triunfar, ou já fizeram, mas não estão conseguindo aproveitar as oportunidades deste canal de vendas.

Por isso, vamos listar aqui os 5 pilares para se ter um E-coommerce bem sucedido.

 

1 – O que vender

Escolher o nicho de atuação sempre foi o pilar de qualquer negócio.

Essa pauta, juntamente com o estudo de oferta e demanda segue vigente para o mundo online.

Verdade que as vendas pela internet permitem que o pequeno empresário chegue diretamente ao seu consumidor, porém se o produto que está vendendo não for diferente a concorrência será grande.

Neste terreno, se destaca quem aposta em um preço mais competitivo ou pequenos confortos, que não trazem prejuízo e fidelizam, como por exemplo o frete grátis.

Indicamos observar o que os concorrentes estão fazendo para encontrar brechas de diferenciação.

 

Produtos que mais vendem na internet

 

2 – Para quem vender

No comércio eletrônico o usuário se torna o centro de qualquer processo.

Saber exatamente para qual público deseja vender é um dos pilares para não errar.

Não adianta tentar ser abrangente, como alguns clientes que dizem que seu público alvo tem faixa etária entre 18 e 60 anos.

Sempre existe um perfil específico para cada produto ou serviço e descobrir quem é o cliente ideal pode fazer, sem exagero algum, a diferença entre quem vende e quem fecha as portas.

Perfil de compra por idade

16 a 23

  • Gasto médio: R$100
  • Frequência: uma vez por mês
  • O que: moda e tecnologia
  • Rede social: Instagram

24 a 30

  • Gasto médio: R$333
  • Frequência: três vezes por mês
  • O que: Streaming, formação online, tecnologia
  • Rede social: Instagram/Facebook

31 a 45

  • Gasto médio: R$272
  • Frequência: três vezes por mês
  • O que: tecnologia e diversão
  • Rede social: Facebook

45 a 65

  • Gasto médio: R$200
  • Frequência: duas a três vezes por mês
  • O que: viagens e perfumaria
  • Rede social: Facebook/WhatsApp

 

3 – Como vender

O terceiro passo é definir o modelo de negócio.

Aqui é imprescindível saber em que ponto a empresa está.

Sua empresa é antiga e possui uma base sólida ou está apenas começando?

Se o caso for o primeiro, combinar os modelos online e offline podem te dar grande vantagem competitiva.

Se estiver apenas começando e houver empolgação quanto a economizar com aluguel de espaço físico, não se esqueça de que é importante ter um local para preparar suas encomendas, assim como um local seguro e escalável para montar seu estoque.

Vivemos em uma era imediatista e as pessoas estão dispostas a pagar mais pelo mesmo produto se chegar mais rápido. Por isso, trabalhe a agilidade dos seus processos para garantir uma entrega rápida e assertiva!

Leia também: Clientes Amazon receberão seus pedidos em menos de 5 horas

 

4 – Apostando em boa imagem

Dá pra saber muito sobre uma empresa e sua cultura observando sua presença online.

Se o site está desatualizado ou precário, é bem possível que quem não te conheça não siga adiante com a compra.

62% dos usuários relataram já ter desistido de uma compra por conta de um Layout mal construído.

É importante ter uma arquitetura de navegação planejada antes mesmo de construir seu e-commerce.

Páginas objetivas, imagens atraentes e fácil navegação são com certeza a chave para o sucesso.

Quem economiza nos detalhes está perdendo uma grande oportunidade.

 

5 – Processos bem feitos

Empresários costumam gastar muito tempo criando promoções e pensando em textos gigantescos de vendas, enquanto questões fundamentais não estão bem resolvidas.

É preciso ter certeza de que seus processos de logística foram bem pensados e não possuem falhas.

Mau planejamento financeiro, fornecedores pouco confiáveis e políticas de cancelamento mal pensadas são apenas alguns dos erros mais cometidos.

Um estudo feito no comércio eletrônico no Brasil mostra que 1 a cada 4 compradores já precisou devolver um produto.

Não construa uma loja online sem antes ter um bom plano de distribuição, uma boa política de privacidade e devolução, de preferência revisada por um advogado.

Não esqueça também de ter sempre um plano B para eventuais surpresas.

 

Principais incidências nos pedidos:

  1. Atraso na entrega;
  2. Cliente não estava no momento da entrega;
  3. Produto se perdeu na entrega;
  4. Falta de informação sobre a fragilidade do pacote.

11 direitos do consumidor que você precisa conhecer

Reinvente-se

Se está saturado de pensar em inovações, tire um tempo, volte e inove novamente.

O comércio eletrônico é uma realidade e você precisa se adaptar.

Não precisa ser um sofrimento, mas é tempo de exercitar seu planejamento estratégico e claro, ter paciência.

Manter-se atualizado é a maior das dicas, pois assim como as regras mudaram nos últimos 10 anos, pode ter certeza de que mudará ainda mais nos próximos 10.

 

Veja também

Clientes Amazon receberão seus pedidos em até 5 horas

 

Fonte: El País Espanha

Helen Paiva

Sobre o Autor

Helen Paiva é desenvolvedora Front End orgulhosa, especialista em comportamento do consumidor e apaixonada por UX/UI Design.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *