mar 10
funerária exit here

Como uma funerária pode inspirar seu negócio

O empresário Oliver Peyton criou a funerária londrina “Exit Here” com foco em design para que clientes sintam-se mais confortáveis com o conceito da morte.

Em um segmento que não teve grandes mudanças desde a era vitoriana (1901) o negócio veio para quebrar tabus, abalar estruturas e ficar tão distante da concorrência que o faz parecer um novo tipo de serviço.

A ideia surgiu após o falecimento dos pais de Oliver, que percebeu que o setor oferecia escolhas extremamente limitadas e não oferecia a chance de que cada pessoa pudesse celebrar o amor por seus entes queridos de uma forma que expressasse suas singularidades.

O objetivo era fazer com que a experiência de planejar um funeral fosse menos pesada e obscura, promovendo a celebração da vida.

“Para mim, é um negócio sobre hospitalidade. As pessoas me perguntam ‘Oliver, por que você está fazendo isso? ‘ É sobre cuidar de pessoas.”

Peyton, até então, trabalhava apenas com restaurantes e eventos, por isso, se uniu ao experiente diretor de funerária Barry Pritchar para concretizar o projeto.

O negócio procura manter o que já funciona no segmento: um ambiente acolhedor, que promove a confiança e dignidade esperada de uma empresa que lida com um evento tão importante na vida das pessoas como a morte.

Os fundadores procuraram tirar o aspecto gótico e etéreo para deixar a luz, as cores e a vida entrar.

Como o design pode transformar um negócio

– Corredores e portas curvilíneas transmitem a sensação de fluidez e abertura;

– A fonte escrita à mão deixa claro o caráter pessoal e humano do negócio;

– As cores azul e branco transmitem paz e acolhimento;

– As plantas e detalhes com cores quentes promovem a sensação de vida e energia, dando vida a um negócio de morte.

Resultado de imagem para exit here

Exit Here funeral parlour, designed by Transit Studio

Resultado de imagem para exit here

Exit Here funeral parlour, designed by Transit Studio

Em uma interpretação psicológica da nossa equipe o corredor principal remete aos caminhos da vida, não da morte, aumentando a sensação de relaxamento e bem-estar e tornando este processo menos traumático.

Quer saber mais sobre cores? Leia Psicologia das cores: história, significados e efeitos.

A era dos produtos personalizados

Em uma época que até as lixeiras podem ser um item de moda, apostar em personalização é o segredo da diferenciação.

A inovação não é vista apenas no ambiente, mas nos caixões e urnas disponibilizadas pela empresa.

É uma forma de expressar a personalidade do ente querido, além de promover momentos e memórias mais agradáveis a quem passa por essa experiência.

Diga adeus aos velhos carpetes vermelhos.

Casket-14v2.jpg

exit-here-Urn-02.jpg

Lições para aplicar no seu negócio

– É possível inovar em qualquer segmento;

– Não é preciso inovar 100%. Neste caso o atendimento e funcionalidades dos produtos foram mantidos, o que mudou tudo foi o design;

– A escolha das fontes, cores e formas é mais importante do que a maioria dos empresários pensam. Uma identidade visual bem pensada pode fazer do seu negócio algo realmente especial.

Site: exithere.com/

 

Renata Furtner

Sobre o Autor

Renata é Psicóloga, especialista em Neuromarketing e Comportamento do Consumidor. Obcecada por café e livros de história, consegue passar horas falando sobre praticamente qualquer assunto.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *