jan 23
Como escolher a melhor opção de plataforma para E-commerce

Como escolher a melhor opção de plataforma para E-commerce

Se você está lendo esse texto, provavelmente já sabe que o mercado eletrônico é um dos mais lucrativos dos últimos tempos e está com dúvidas sobre como escolher a melhor opção de plataforma para E-commerce.

Desde 2002 este mercado tem crescido em média 30% a cada ano.

Diferente de uma loja física, o comércio eletrônico traz desafios antes desconhecidos para os empreendedores mais experientes e como tudo na vida, um bom planejamento é essencial.

Escolher uma boa plataforma de e-commerce, sem exagero algum, pode fazer a diferença entre ganhar ou perder muito dinheiro.

Se está com dúvidas sobre qual escolher fique atento às nossas dicas.

 

Para MEI ou micro empresa

Se sua empresa é pequena, está começando agora ou você simplesmente teve uma boa ideia mas não tem muito capital para investir, saiba que existem plataformas Open Source disponíveis no mercado que não deixam nada a desejar.

Abaixo listamos duas das opções mais utilizadas:

 

Worpress Woocommerce

O WordPress é simplesmente o gerenciador de conteúdo mais utilizado no mundo.

Essa plataforma ficou tão famosa porque foi uma das primeiras a possibilitar que um simples usuário pudesse gerir seu próprio site.

A princípio, o WordPress era utilizado apenas para blogs e sites simples, mas com o passar do tempo e o crescimento dos e-commerce, surgiu a necessidade de adaptá-lo para esse novo mercado.

Foi assim que nasceu o Woocommerce, um plugin gratuito que transforma “magicamente” seu site em uma loja virtual.

A grande vantagem do Woocommerce é não ter custo e claro, a facilidade de integração.

Tudo bem que as configurações não são muito intuitivas, mas com boa vontade e tempo dá para aprender a mexer.

 

Desvantagens

Para lojas pequenas e com pouco fluxo de usuários, o Wocommerce pode quebrar um galhão, porém as plataformas gerenciáveis tem o seu ônus: como o site é integrado à loja, qualquer plugin desatualizado ou configuração errada pode levar seus planos por água abaixo.

Por ser uma solução improvisada ( os amantes de WordPress que me perdoem ), sem a supervisão de um desenvolvedor, pode não ser muito seguro também, já que o mesmo lugar em que fica seu blog, fica seu site e também sua loja.

 

Loja virtual Magento

A plataforma Magento possui duas versões, a Open Source, que assim como o WordPress é gratuita e gerenciável e a Enterprise, para grandes empresas que lucram seus milhões por mês.

Apesar das semelhanças com o Wocommerce, a Magento é uma plataforma construída exclusivamente para ser uma loja virtual.

Isso quer dizer que toda sua estrutura foi pensada para atender o mercado dos e-commerce.

A grande vantagem do Magento é que a plataforma é extremamente robusta e, diferente do WordPress, muita das funcionalidades são nativas da plataforma, diminuindo o risco de incompatibilidade.

 

Desvantagens

Por se tratar de uma plataforma um pouco mais robusta é necessário que você invista em uma hospedagem à altura.

Mesmo com os devidos cuidados, é possível que sua loja fique um pouco mais lenta, por isso, o desenvolvimento precisa ser feito com muito cuidado.

 

Woocommerce e Magento: observações importantes

Apesar do custo de desenvolvimento da sua loja, diferente das médias e grandes empresas, as plataformas Open Source te oferecem a possibilidade de lucrar sem precisar dividir uma parcela dos seus lucros.

Empresas maiores e plataformas mais robustas cobram pequenas porcentagens das vendas pelo uso da plataforma, suporte 24/7, Gateway de pagamento e demais serviços.

Além da contratação de uma agência para manutenção da loja em dias de grandes fluxo, como Black Friday por exemplo.

Apesar dessa economia, não se esqueça de contar com um desenvolvedor que possa dar suporte à sua loja em emergências, já que diferente da loja física, os e-commerce nunca fecham.

 

Para médias e grandes empresas

Se você já possui um negócio consolidado e agora pretende encarar o mundo dos e-commerce ou até mesmo já vende online e está na dúvida se precisa trocar de plataforma, abaixo listamos as plataformas mais utilizadas para o seu porte de empresa:

 

Shopify

Apesar de não ser muito conhecida no Brasil,  a Shopify é uma das plataformas que mais arrebenta no mundo, principalmente na Europa.

Essa plataforma para e-commerce tem crescido incríveis 189% ao ano e possui 99.99% de uptime na Balck Friday.

O principal lema da empresa é priorizar a navegação do usuário, por isso aposta em layouts cleans e UX/UI Design.

A diferença entre as plataformas gratuitas e as pagas é que você não precisa se preocupar com compra de hospedagem ou relatórios de performance, tudo já está incluso na mensalidade.

Além claro, do suporte de especialistas.

 

VTEX

Assim como a Shopify, a VTEX é uma gigante no mercado de e-commerce e lidera o assunto no Brasil.

Ficou conhecida pela sua plataforma extremamente robusta e pelo famoso One Step Checkout, que nada mais é do que um jeito simples de facilitar a compra do cliente.

Quando dizemos que a VTEX é robusta não é exagero algum.

A plataforma suporta integrações com quase todos os marktplaces e Gateways de pagamento, além de um painel gigantesco integrado e um dashboard de desempenho.

Grandes empresas como Brastemp e Consul apostaram na VTEX, já que sua infraestrutura elástica é capaz de aguentar grandes acessos simultâneos.

Veja aqui 5 e-commerce de sucesso que escolheram construir suas lojas na VTEX.

 

Ainda com dúvidas sobre qual plataforma escolher? Comente que nós respondemos!

 

Helen Paiva

Sobre o Autor

Helen Paiva é desenvolvedora Front End orgulhosa, especialista em comportamento do consumidor e apaixonada por UX/UI Design.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *