fev 04
Por que meu e-commerce não vende

“Por que meu e-commerce não vende?” 7 motivos possíveis

Por quê meu E-commerce não vende?” é, definitivamente, uma das frases mais pesquisadas no Google quando o assunto é E-commerce. 

Costumamos dizer que identificar o problema é 50% da solução e 70% do trabalho.

Abraham Lincoln já dizia “Se eu tivesse 8 horas para cortar uma árvore passaria 6 horas afiando meu machado.”

Obviamente essa frase não fala sobre cortar árvores mas sobre a importância da estratégia dentro do plano de ação.

Sabemos que a ansiedade para vender é grande, mas sair fazendo sem uma estratégia clara vai te deixar cada vez mais longe do seu objetivo de vender mais com o E-commerce.

Sem mais delongas, vamos te ajudar a encontrar os motivos para seu e-commerce não vender e como contornar esses problemas.

1) Cores

Psicologia das cores

As cores devem ser um instrumento utilizado para chamar atenção das partes realmente importantes do seu e-commerce, por isso é preciso ter bem claro quais são as ações que você quer que o usuário realize.

Se o objetivo final é que o cliente preencha um cadastro, é importante que a cor mais chamativa seja reservada para os botões.

Cores demais confundem nosso cérebro e podem (vão) ajudar o usuário a desviar do seu objetivo.

Como identificar se existe um problema de cores no seu E-commerce:

  1. Verifique quantas cores está utilizando (inclusive nas imagens que possuem fundo);
  2. Anote quantas cores aparecem em uma única página;
  3. Identifique todos os elementos que possuem cor e quando eu digo cor queremos dizer fora da escala preto-branco-cinza.

Se a resposta for:

Até 3: Você está utilizando as cores do jeito certo;

3 a 5: É bom tomar cuidado!

+5: É necessário rever suas prioridades.

Lembrando sempre que quem chama atenção para tudo não chama atenção para nada.

Como utilizar as cores no E-commerce:

Aposte em layouts minimalistas e utilize cores para impulsionar a conversão, dessa forma, ficará claro para o usuário o que é importante na loja virtual (apertar o botão comprar/selecionar o produto, por exemplo).

Importante: Caso você ainda não saiba, as cores são responsáveis por transmitirem sensações.
A escolha da cor certa pode influenciar o visitante a entrar no “clima” e realizar a compra.

Exemplos: Se você possui um E-commerce de Lingerie é necessário passar uma sensação de luxúria, caso seja de purificadores de água, precisa passar uma sensação de pureza e frescor.

Caso esteja em dúvida sobre as cores que deve utilizar em seu E-commerce leia Psicologia das Cores: História, Significados e Efeitos.

2) Navegabilidade no E-commerce

Home Office

As pessoas acham que querem opções mas a verdade é que elas querem um caminho claro a seguir.

Inserir muitas promoções e opções em uma só página é como colocar 10 vendedores com ofertas diferentes falando ao mesmo tempo com um único cliente. Você não faria isso em uma loja física, então não faça em uma loja virtual.

Como identificar se existe um problema de navegabilidade em seu E-commerce:

Fale para alguém que nunca acessou seu E-commerce quais são os produtos que você trabalha e peça para que ele escolha um.

Peça-o para entrar no E-commerce com o objetivo de encontrar o produto que ele escolheu e verifique em quanto tempo ele conseguiu encontrar uma boa opção deste produto.

Se o resultado for:

Até 10 segundos: Seu E-commerce está apresentando uma ótima navegabilidade;

De 10 – 20 segundos: Fique atento!

+20 segundos: Você pode estar com um problema!

Como ter uma ótima navegabilidade no E-commerce:

Permita que o consumidor navegue pelo E-commerce e sinta que ele está no comando.

Facilite a navegação inserindo categorias em menus e sidebars, além de apresentar essas categorias com produtos selecionados e a opção de “ver mais”.

Insira mapas de calor como o Hotjar, por exemplo, para identificar com precisão quais elementos chamam mais atenção do visitante e quais o faz desistir da navegação.

3) E-commerce Mobile Friendly

melhor hospedagem

O mobile começou sendo um diferencial, depois tornou-se algo necessário e agora é simplesmente suicídio não apostar na navegação mobile.

A tecnologia responsiva quer dizer que o E-commerce irá se adaptar automaticamente a todos os tamanhos de tela, mas isso já não é mais suficiente.

Estima-se que 85% dos brasileiros compram através do celular, por isso, ao desenvolver uma loja virtual pense primeiro na versão mobile.

Como identificar se existe um problema na versão mobile do seu E-commerce:

  1. Faça o teste do Google para saber se seu E-commerce é compatível com dispositivos móveis neste link;
  2. Navegue por diferentes celulares para identificar possíveis erros no layout (você pode utilizar essa ferramenta gratuita para navegar por diferentes marcas e modelos de celulares);
  3.  Navegue através do pacote de dados e identifique se demora mais do que 5 segundos para carregar/realizar uma ação.

Como ter um E-commerce Mobile Friendly:

Pode ser necessário realizar alguns ajustes além de inserir ou retirar itens para deixar a versão mobile mais rápida e funcional.

Lembre-se que vídeos para mobile consomem muito o pacote de dados, sendo assim, certifique-se de que não estão rodando automaticamente no celular.

4) SEO

criação de sites sp

Não existe nada melhor para uma estratégia digital do que receber visitantes orgânicos. O motivo é simples: são visitantes gratuitos e qualificados, já que estão procurando seus produtos ativamente.

Essa é, sem dúvidas, uma das estratégias mais importantes do mundo digital. Isso porque com os anúncios você não está construindo nada sólido, uma vez que se parar de anunciar também vai parar de ter resultados.

Já o orgânico é como plantar uma semente para o futuro!

Como identificar problemas no SEO:

Existem algumas ferramentas incríveis e gratuitas para te ajudar a identificar o que falta no seu E-commerce em termos de desenvolvimento.

Mas não se esqueça de que o SEO é muito mais do que o trabalho dos desenvolvedores, existindo estratégias de Marketing Digital que devem ser adotadas para ter um bom resultado.

  1. HubSpot’s Marketing Grader
    Essa ferramenta dará uma nota sobre os principais indicadores de performance do seu E-commerce. Basta inserir o link da sua loja e pronto! Os indicadores são: Velocidade, peso, requisições, cache, redirecionamentos, compressão de arquivos, meta descrição, títulos, sitemap e muito mais!#dica
    Se você se perde quando alguém começa a falar sobre SEO leia nosso dicionário para iniciantes e entenda tudo o que essas palavras e siglas em inglês significam e o que fazer com cada uma delas de uma vez por todas.
  2. Open SEO Stats
    Extensão do Google Chrome capaz de identificar informações importantes de SEO sobre qualquer página. É muito simples, basta instalar, entrar na sua loja virtual e clicar na extensão.As informações apresentadas são: velocidade, palavras-chave, H1 e H2, status de links e muito mais.
  3. GTMetrix
    Ninguém melhor do que o Google para apontar o que é preciso melhorar para se posicionar melhor em suas ferramentas de busca, né? Se você quer entender mais sobre esse ranqueamento leia: Posições no Google: Como São Escolhidas

Como melhorar o SEO do seu E-commerce:

  1. Palavras-chave:
    Utilize palavras-chave importantes nos títulos, descrições e textos alternativo das imagens.
  2. H1 e H2
    São fundamentais para que seus clientes consigam te encontrar. Eles significam, de maneira simplificada, título (H1) e subtítulo (H2).#fiqueatento
    Cada página só deve ter um H1 e é necessário seguir a hierarquia, sendo o H1 o primeiro texto da página. Por isso, cuidado com textos aleatórios em banners, é importante que sejam estratégicos.
  3. Backlinks
    Nada mais é do que um link em outro site que aponta para o seu site. Isso é extremamente importante na estratégia SEO já que o Google entende que sites relevantes são mencionados por outros sites.Quanto mais relevante for o site que mencionou seu E-commerce mais pontos você irá ganhar com o Google. O motivo disso é simples: sites relevantes são considerados pelo Google, então se ele está apontando seu e-commerce quer dizer que sua empresa é relevante também.É igualzinho a vida real, se você anda com alguém popular também começará a ser visto como popular (feat. Mean Grils).Depois de todas essas informações você deve estar se perguntando:’Tá mas como eu vou conseguir fazer com que sites mencionem meu e-commerce?

    Aqui nós não fazemos nenhum conteúdo pela metade, por isso, seguem as principais dicas para conseguir os tão sonhados backlinks:

    – Escreva conteúdo de qualidade. Se for realmente bom naturalmente outros sites começarão a utilizar o que escreveu e dar crédito para sua empresa.

    – Tenha uma estratégia de Relações Públicas para sua empresa e seus produtos.

    – Procure empresas que falam sobre seu produto ou sobre empreendedorismo e ofereça uma entrevista com você ou alguém da sua equipe.

  4. Tenha um blog
    Com certeza você já ouviu mil vezes sobre a importância de ter um blog, mas se ainda não se convenceu saiba que sem ele sua estratégia SEO ficará comprometida e que seus resultados orgânicos não serão tão expressivos quanto poderiam.Os consumidores estão sempre em diferentes fases da compra, atingir apenas quem está pronto para adquirir seu produto é perder um potencial de vendas gigantesco.Acredite: se você não trabalha os consumidores que estão na fase da descoberta pode ter certeza de que seu concorrente trabalha.Aqui a premissa de que quem espera sempre alcança é a mais pura verdade, então, pare de postergar e comece um blog agora mesmo. Leia: 6 Passos Simples Para Criar Conteúdos que Vendem

5) Imagens para E-commerce

As imagens são definitivamente os itens mais importantes de um E-commerce.

Isso porque se o usuário gostar do que viu com certeza terá mais paciência para esperar um carregamento lento e até mesmo irá superar um certo nível de desconforto ao navegar pela loja.

Quando pensar em imagem pense: você colocaria uma roupa suja na sua loja física? Então não coloque uma imagem que não esteja perfeita no seu E-commerce.

Se estiver pensando que para isso é necessário ser uma grande empresa ou ter muito poder de investimento saiba que isso não é verdade. É possível realizar produções caseiras com resultado profissional.

Como identificar se seu E-commerce está pecando nas imagens:

O poder de comparação e inspiração é uma das capacidades mais importantes de um empreendedor. Por isso, coloque imagens das maiores empresas do seu segmento ao lado das suas.

Sei que essa comparação poderá parecer cruel e que tentar igualar uma grande empresa nacional ou internacional à sua marca pode ser desleal, mas é preciso identificar um limite de diferença entre a sua empresa e as suas referências.

Defina um limite razoável e se der muita vergonha está na hora de investir em imagens.

Como tirar fotos profissionais para um E-commerce

Utilize cartolinas para simular a parede e o piso e crie uma boa iluminação artificial.

O formato do seu estúdio caseiro dependerá do produto que você vende no E-commerce, podendo ser em formato de caixa ou livre.

6) O fator confiança no E-commerce

persona

Quanto maior o valor do seu produto maior é o processo decisório e mais necessidade de confiança o consumidor terá. Porém, não se engane, pois mesmo produtos a valores baixos precisam de confiança para serem vendidos.

Como identificar se seu E-commerce transmite confiança:

  1. Existem pessoas falando sobre a experiência que elas tiveram com a sua empresa no Google e nas redes sociais?
  2. A empresa interage e responde os consumidores?
  3. O site tem certificado de site seguro (SSL)?
  4. Na loja estão claras as políticas de troca e devolução?
  5. Existe um canal de atendimento rápido e humanizado?

Como gerar confiança em um E-commerce:

  1. Se seu e-commerce não tem SSL saiba que isso deve ser uma prioridade. Se não sabe o que é o SSL leia: Evite ser bloqueado pelo Google: SSL
  2. Entregue os produtos com uma cartinha escrita à mão falando sobre a sua empresa e pedindo uma avaliação. Acredite, em uma era tecnológica uma carta escrita à mão irá transmitir carinho e cuidado com cada cliente individualmente e fará com que eles naturalmente queiram retribuir.
  3. Vincule as avaliações dos clientes em cada produto com Plugins como Trust Pilot e TRUSTVOX.
  4. Realize um pós vendas humanizado! Isso fará com que o consumidor se conecte a sua marca e aumente a probabilidade de realizar novas compras.
  5. Insira um chat com atendimento humanizado online em seu E-commerce com ferramentas como o Jivochat.

7) Captação de visitantes para E-commerce

e-commerce b2b

Neste caso existem dois possíveis problemas: não captar visitantes suficientes ou não captar visitantes com perfil.

As taxas de conversão variam de 3% – 15% em média, por isso antes de sair investindo mais dinheiro nas campanhas analise suas taxas de conversão e verifique se é necessário otimizar para aproveitar melhor os visitantes que você já possui.

Como identificar se o seu E-commerce precisa de mais visitantes:

Identifique através do Google Analytics quantos visitantes acessam seu E-commerce por mês. Após essa identificação realize o calculo do ROI (clique aqui para saber como calcular o ROI da sua empresa).

Caso o ROI esteja dentro do esperado calcule quanto custa cada venda e quantas vendas você precisa para atingir a meta.

Com essas informações você só precisa multiplicar o custo por vendas x quantidade de vendas necessárias para saber o investimento que precisa realizar nas campanhas para atingir a meta.

Como atrair mais visitantes para o E-commerce:

  1. Google Ads através de campanhas na Rede de Pesquisa e Rede de Display.
    Para quem não sabe a rede de pesquisa ou links patrocinados do Google são aqueles resultados que aparecem quando pesquisamos por qualquer coisa no Google.Rede de Display são os anúncios em imagem ou vídeo que aparecem no Youtube e em sites que visitamos. Esse tipo de anúncio é ótimo para fazer Remarketing (quando você procura um produto e depois ele fica te perseguindo).
  2. Facebook Ads e Instagram Ads. Ótimos recursos para realizar vendas e aumentar a conexão de usuários com a marca.

Nos conte o que achou dessas dicas nos comentários e faça uma autora feliz 😀

Renata Furtner

Sobre o Autor

Renata é Psicóloga, especialista em Neuromarketing e Comportamento do Consumidor. Obcecada por café e livros de história, consegue passar horas falando sobre praticamente qualquer assunto.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *