set 22
criando uma marca

Decoração minimalista: criando uma marca

Industrias precisam provar que são eficientes, restaurantes precisam garantir que sua comida é suculenta e segmentos estéticos como a decoração necessitam, acima de tudo, mostrar seu estilo. Se você trabalha com decoração minimalista aprenda neste texto a criar uma marca sólida que te diferencie no mercado. 

O conceito

O foco da decoração minimalista são ambientes claros e funcionais. Elementos como plantas, peças metálicas ou amadeiradas são combinadas com tons neutros como branco, cinza e tons pasteis.

Designers aderiram ao movimento em 1980, com uma grande influência da cultura japonesa e como uma oposição ao excesso de estímulos utilizados na decoração até então.

A influência da decoração minimalista

Mesmo quando um decorador não utiliza o conceito minimalista conscientemente é possível verificar a influência desse estilo ao trabalhar com tendências de décadas anteriores.

Isso nos leva a crer que o minimalismo mudou de forma definitiva a nossa percepção do que é bonito e funcional, sendo praticamente impossível achar bonito ou sentir-se confortável com tendências antes desta influência.

Para comprovar esta teoria veja a diferença entre os estilos de decoração dos anos 60 e 70 antes e depois do minimalismo.

Decoração anos 70

Fala sério, hoje em dia você consegue imaginar um teto com textura?

Depois do minimalismo:

Tendência de decoração anos 60 nos dias atuais: utilização de elementos da época sem sobrecarga sensorial.

Decoração anos 70 anos:

Esse banheiro é de uma casa que permaneceu intacta desde os anos 70. Você consegue se imaginar tomando um banho relaxante nele?

Depois do minimalismo:

Tendência de decoração anos 70 com a influência de elementos minimalistas como claridade e amplitude.

A diferença entre o estilo minimalista e escandinavo

Apesar de utilizarem alguns elementos iguais e poderem compor um mesmo estilo de decoração existem algumas diferenças fundamentais entre o minimalismo e o escandinavo.

Surgimento

O estilo escandinavo surgiu em 1950 na região nórdica enquanto o minimalismo surgiu em 1960 nos estados unidos.

Elementos

Apesar de ambos utilizarem poucos elementos que sejam apenas decorativos e focarem em promover amplitude, simplicidade e praticidade, uma das maiores diferenças entre estes estilos são os materiais predominantes.

Escandinavo: elementos naturais, promovendo um aspecto aconchegante ao estilo.

Minimalismo: elementos industriais, dando um toque urbano na decoração.

Influência

O minimalismo possui forte influência japonesa enquanto o estilo escandinavo vem dos países escandinavos: Finlândia, Suécia, Islândia, Dinamarca e Noruega.

Cores

Apesar de ambos utilizarem de cores mais neutras no minimalismo existe contraste enquanto no estilo escandinavo os tons tendem a ser mais parecidos.

Minimalista

Escandinavo

Criação de marca minimalista

A identidade visual precisa transmitir a essência do trabalho.

Sabe aquela frase de que uma imagem vale mais do que mil palavras? Então!

Se você precisa ficar explicando muito sobre os diferenciais do seu trabalho sua marca não está sólida.

Principalmente em segmentos estéticos todos os elementos precisam conversar para que o cliente em potencial possa entender tudo sem precisar ler nada.

Por exemplo, com uma empresa de hamburgueria, você vai ler que os hambúrgueres são suculentos ou vai perceber que são?

Se você acha que tudo é sobre portfólio está muito enganado.

Logo, cartão de visitas, assinatura de e-mail, site e outros materiais da identidade visual são tão importantes quanto o portfólio.

O motivo é simples: se o usuário não achar sua identidade visual bonita ele nem chegará no seu portfólio.

Dicas para criar um site de decoração minimalista

Cada segmento tem um desafio.

Industrias precisam provar que são eficientes, restaurantes precisam garantir que sua comida é suculenta e segmentos estéticos como a decoração necessitam, acima de tudo, mostrar seu estilo.

Por isso, a criação de um site para decoradores tem que expressar em cada linha e cada vírgula o que tem a oferecer.

Isso vai além de ter um portfólio bonito pois a percepção é subjetiva e qualquer elemento desalinhado ou que não condiz com os projetos executados podem e vão gerar desconforto no cliente em potencial.

Sabendo disso separamos 3 dicas fundamentais para criar um site minimalista de decoração.

1) Sobreposições com formas retas e cores neutras

Uma das formas mais modernas de criar um site minimalista é a utilização de sobreposições conceituais.

Essa técnica cria um espaço integrado e promove foco no que importa.

2) O espaço é tão importante quanto as palavras

Uma das principais características do minimalismo é promover uma leitura fácil do ambiente, da roupa, da arte e de tudo em que este conceito pode ser aplicado.

Mas essa dica vai além do aspecto minimalista e se ampara em uma questão científica.

Segundo estudos de UX Design, o hábito do multi-tasking faz com que o usuário tenha um nível de concentração baixo e utilize a lei do menor esforço sempre.

Isso quer dizer que se existem dois sites de decoração e um ele consegue captar a mensagem em segundos mas o outro ele precisa se esforçar adivinha qual será o escolhido?

Abuse do conceito minimalista em que menos é mais, foque na simplicidade e praticidade e crie textos que serão lidos.

3) Fontes potentes em um fundo claro

Elementos grandes são uma tendência na criação de sites e estão diretamente alinhadas ao estilo minimalista.

Lembra de focar no que importa? Então!

Não é possível ter muitos elementos grandes em uma mesma tela, por isso, fica apenas o essencial que irá se sobressair e transmitir uma imagem clara para o visitante.

Exemplo de site minimalista para decorador

Para criar este template pesquisamos o público-alvo de grandes metrópoles, como São Paulo.

Analisamos dezenas de perfis de consumidores para entender:

  • O que valorizam em um decorador
  • O que reclamam
  • Quais são suas dúvidas e receios
  • O que acham bonito
  • Quais são suas características pessoais: o que possuem em comum

Com isso criamos uma persona completa para desenvolver um site estratégico com Neuromarketing, SEO e UX Design.

Clique aqui e inspire-se com o design que criamos.

Leia também Psicologia das cores: história, significados e efeitos

Renata Furtner

Sobre o Autor

Renata é Psicóloga, especialista em Neuromarketing e Comportamento do Consumidor. Obcecada por café e livros de história, consegue passar horas falando sobre praticamente qualquer assunto.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *